[Espanador apresenta] Rádio Londres

2015 nem bem começou e já temos muitas notícias de novidades no mercado editorial. Além de lançamentos esperados, o que mais nos chamou a atenção foram os anúncios de novas editoras.

Editoras independentes e com catálogos bem interessantes. 

Aqui n’O Espanador sempre tentamos buscar diferentes alternativas em editoras, para tentarmos fugir das mesmas coisas, dos mesmos lançamentos. Entre elas, uma chamou a atenção nos últimos dois meses com promessas de ótimos títulos. 
Hoje apresentamos a Rádio Londres. 

Os primeiros títulos saem agora em janeiro e chamam a atenção pelas escolhas: literatura estrangeira contemporânea, obras que podemos considerar “cults”. Está nos planos a edição digital desses livros para os próximos meses.

Enviamos algumas perguntas à editora e abaixo estão as respostas.

P: A Rádio Londres tem uma linha editorial determinada?

RL: Inicialmente vamos publicar exclusivamente ficção internacional. Nosso interesse é publicar autores de alta qualidade literária que nunca foram publicados no Brasil. Os focos principais são: 1.autores de língua inglesa (“modern classics”, livros “cult” e nova literatura norte americana emergente mas já consagrada). 2. Grandes autores europeus (especialmente da Europa do Norte e do Leste). 3. Autores latino-americanos e de língua espanhola.

P: Existe algum modelo de editora independente que vocês se espelham?

RL: Temos como referência as editoras europeias independentes: na Itália, Espanha, França há um número impressionante de editoras independentes de pequeno e médio portes publicando literatura internacional de altíssima qualidade que conseguem manter um diálogo constante com os leitores: esse vai ser o nosso objetivo também.

P: Aqui no Brasil temos uma dificuldade com editoras independentes com relação a distribuição dos livros. Como está sendo esse processo?

RL: Inicialmente nos preocupamos muito com a distribuição, sabíamos que seria um ponto delicado, mas a reação das livrarias ao catálogo foi logo muito entusiástica e a repercussão foi extremamente positiva: vamos distribuir com as maiores e melhores livrarias brasileiras.

P: Qual o critério da escolha dos livros?

RL: Publicamos exclusivamente livros que lemos e amamos de autores já consagrados no exterior.

P: Como conseguir livros que sejam atrativos, mas ao mesmo tempo tenha um bom custo benefício?

RL: O segredo é construir um catálogo de alta qualidade literária. Pessoas de várias idades e diferentes backgrounds culturais e sociais vão se apaixonar por uma “história” bem contada, independentemente da nacionalidade do autor, contanto que seja literatura de alta qualidade e “relevante”, capaz de comunicar e “falar” a um leitor moderno.

P: Os primeiros livros saem agora em janeiro. Qual será a média de lançamento por mês?

RL: Sim, os primeiros cinco livros saem agora em janeiro e a média de publicação inicialmente vai ser de 15/20 livros por ano.

Os primeiros títulos, que saem em janeiro:

Stoner, de John Williams
Viva a música, de Andrés Caicedo
A vida em espiral, de Abasse Ndione
Minotauro, de Benjamin Tammuz
Estação Atocha, de Ben Lerner

Livros que estão sendo traduzidos e serão publicados ainda no primeiro semestre de 2015:

Joe Speedboat, de Tommy Wieringa
Corvo, de A.J.A Symons
Tudo está tranquilo lá em cima, de Gerbrand Bakker

Livros que estão sendo traduzidos e serão publicados no segundo semestre:

Quando tinha cinco anos eu me matei ,de Howard Buten
Segunda mão, de Michael Zadoorian
Tirza, de Arnon Grunberg
Dez gansos brancos, de Gerbrand Bakker
Butcher’s Crossing, de John Williams

Estamos negociando direito de tradução de mais livros que anunciaremos nos próximos meses.

Você pode conferir o catálogo da editora, com mais informações sobre os primeiros títulos, aqui.

O website da editora será lançado em breve, mas a página do Facebook já tem bastante informação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *