ursula

A mão esquerda da escuridão

Por: Juliana Leuenroth e Michelle Henriques* Previsões são feitas por profetas (de graça); por videntes (que geralmente cobram um honorário e, portanto, são mais respeitados em sua época do que os profetas); e por futurólogos (assalariados). Previsões são trabalho de profetas, videntes e futurólogos. Não são o trabalho de romancistas.O trabalho do romancista é mentir.”…

exh_plath

A redoma de vidro

Por: Michelle Henriques* I was supposed to be having the time of my life.” Em 1963, foi publicado o livro A Redoma de Vidro, único romance de Sylvia Plath. Nele, Plath nos conta sobre a jovem Esther Greenwood, que está fazendo um estágio em uma revista de Nova York. Aos poucos, acompanhamos o declínio de…

CAPAL

O que esperar: Lançamentos de 2018

Todo início de ano temos a expectativa do que esperar do ano que chega. Em todos os aspectos da nossa vida fazemos uma projeção do que pode acontecer em 2018.  Não temos muito controle sobre outras áreas, mas na parte dos livros já saíram algumas listas (que você confere no final do post) sobre os…

Era-uma-vez-uma-mulher

As melhores leituras de 2018 da Michelle

Por: Michelle Henriques 2018 foi um ano bem legal de leituras. Consegui ler mais poesias, li muito mais mulheres do que homens, fiz minha leitura anual de Stephen King (dessa vez foi uma releitura, Carrie). Li SciFi, mas acho que fiquei em falta com as HQs. Foi difícil selecionar apenas dez livros que me conquistaram,…

gato20

[uma rima obsessiva] Gatos salvam a quarentena!

Por: Michelle Henriques Oi, gente Como vocês estão?  Por aqui está tudo meio confuso. É bem estranho para a vida toda e ficar dentro de casa. Há a expectativa, o medo e a esperança, e essa mistura de sentimentos deixou a minha rotina de leitura um pouco bagunçada. Estou lendo várias coisas, mas parece que…

gatinho

[Uma rima obsessiva] Leituras na Quarentena

Por: Michelle Henriques Poucos antes da quarentena eu estava trabalhando na editora com toda a ansiedade do mundo. Achava que quando estivesse em casa eu ia conseguir respirar, trabalhar direitinho e o mais importante, ler. Claro que nada disso aconteceu. As duas primeiras semanas em casa foram infernais. Eu já trabalhei seis anos em casa,…