O Conde Enfeitiçado

Na terça-feira (dia 1º) eu enfrentei três horas de fila para conseguir um autógrafo da escritora Julia Quinn no lançamento do livro O Conde Enfeitiçado. Eu ainda não tinha lido esse livro, mas adorei o “epílogo do epílogo” que eu li na coletânea de novelelinhas The Bridgertons: Happily Ever After. O livro não me decepcionou…

[Mania de listas] Amanda em: Minha (como sempre) sem sentido lista dos melhores de 2014

Esse ano foi esquisito. Eu li pouco e resenhei menos ainda. Por isso fazer a lista dos 10 mais vai ser um pouco mais difícil que nos anos anteriores.  Levando isso em consideração vamos a lista dos mais legais do ano: Começamos pelas “mulherzinhas”    Irmandade da Adaga Negra – J.R. Ward (ed. Universo do…

Serie “De Repente…”

Há algum tempo as editoras no Brasil parecem ter descoberto que publicar literatura feminina além de não ser uma “vergonha” é muito lucrativo. Vários selos com foco nesse tipo de literatura têm surgido e o Única, da Editora Gente é um dos mais recentes. Nele foi publicado a série “De repente…” da canadense Susan Fox. …

Lançamentos Nora Roberts

No inicio de setembro foi lançado Thankless in death, o trigésimo sétimo livro da série “In Death”. Aproveitando o momento, vou falar do livro anterior, Calculated in Death e o lançamento em hard cover desse ano da Nora Roberts:  Whiskey Beach. Quem é fã de Nora Roberts (e confessa isso rs) sabe que todo inicio de…

O Silêncio das Montanhas

Há 10 anos Khaled Hosseini emocionava pessoas pelo mundo com seu Cidade do Sol. Uma década é muito tempo para se publicar um livro novo (principalmente para mim, cujos autores preferidos publicam pelo menos um livro por ano…). O fato é que para escrever o que ele escreve é necessário um tempo maior para lapidar…

Os Brutos também amam: livros mulherzinhas escrito por homens

Homens que escrevem livros tipo “mulherzinha” não é novidade, Sidney Sheldon até hoje vende muitos livros escrevendo as ditas histórias “água-com-açúcar”. Eu, particularmente não gosto das histórias dele, em geral com mulheres frágeis demais, que parecem sempre estar sofrendo alguma violência. Atualmente o “Rei do Mulherzinha” é Nicholas Sparks. Seus livros já foram traduzidos para…