Conheça o Festival Internacional de HQ de Angoulême

Por: Eliézer Rodrigues

angouleme

O festival internacional de histórias em quadrinhos de Angoulême é o mais importante evento especializado em HQ da Europa e um dos mais populares de todo o mundo. Durante o evento, a pacata cidade francesa tem seus dias agitados e recebe amantes de HQ de diversos países.

O festival abrange e movimenta toda a cidade e se divide em três frentes: exposição, premiação e a feira propriamente dita, composta de uma série de atrações como encontros e espetáculos. O festival é aberto ao público, que pode adquirir suas entradas no site oficial do festival.

A história do Festival Internacional de HQ de Angoulême

angoulemecartaz
O início do festival se dá em 1972, com uma exposição intitulada Dix millions d’images (Dez milhões de imagens). A exposição empolgou editores, ilustradores e o mercado dos quadrinhos como um todo. Foi então que Francis Groux, Jean Markidian e Claude Moliterni, entusiastas que se tornariam os fundadores do festival, incentivaram o município de Angoulême a criar um evento dedicado aos quadrinhos, cuja primeira edição acontece em janeiro de 1974. Em 2017, entre os dias 26 e 29/01, o festival comemora sua 45ª edição.

Principais premiações do Festival
As premiações do festival são atribuídas por um júri previamente selecionado, mas o público também pode votar e premiar uma obra como seleção popular. O prêmio mais conhecido do festival é o Grand Prix, que homenageia todo o conjunto da obra de um artista. Em 2016, o brasileiro Marcello Quintanilha recebeu o prêmio Fauve Polar-SNCF com a HQ Tungstênio.

Os demais prêmios são:
● Prêmio especial do júri: melhor obra segundo o júri.
● Prêmio de melhor série: concedido a obras com mais de três volumes publicados.
● Prêmio revelação: concedido a autores no início da carreira, com menos de três edições publicadas.
● Prêmio de patrimônio: concedido a uma obra pertencente a história mundial das histórias em quadrinhos.
● Prêmio do público: melhor obra segundo o público.
● Prêmio de melhor álbum infantil: concedida para obras voltadas ao mundo infantil, escolhida por um júri de crianças de 8 a 12 anos.
● Prêmio Fauve Polar-SNCF: concedido a uma HQ no estilo romance policial, adaptada ou original.

Angoulême, a cidade das histórias em quadrinhos
Com o encerramento do festival, Angoulême retoma a sua paz e seus ares bucólicos. Mas não abandona a sua consagração aos quadrinhos. Muros, paredes e caixas de luz da cidade são ilustradas com personagens do universo HQ, criando uma atmosfera propícia ao festival.

Além disso, dividido em três diferentes prédios, a Cidade Internacional da História em quadrinhos e da Imagem (la Cité Internationale de la Bande Dessinée et de l’Image) agrupa Museu da HQ, Biblioteca especializada em HQ, Livraria de referência, entre outras coisas, como exposições, cinema e uma casa de cultura dedicada aos autores.

Se você é um fã da nona arte, Angoulême é um destino imperdível. Programe desde já sua viagem, confira as tarifas e programação no site oficial do festival. Lembre-se de contratar um seguro viagem internacional, obrigatório para a Zona Schengen, e de dedicar um espaço da mala – ou toda ela – para a compra de quadrinhos e souvenirs do Festival Internacional de Angoulême.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *