[uma rima obsessiva] Regarding Susan Sontag

Por: Michelle Henriques

A primeira vez que ouvi falar de Susan Sontag foi na época da faculdade. Uma colega me emprestou O Amante do Vulcão, mas por algum motivo não terminei a leitura. Precisei devolver o livro e ficou por isso. Anos passaram e o nome dela sempre esteve presente na minha vida. Até que em 2014 ganhei uma edição de Doença como metáfora/AIDS e suas metáforas e devorei. Desde então tenho juntado livros dela, ebooks, alguns que encontro em sebos. 

Recentemente recebi seus dois Diários e percebi que era hora de dar a devida atenção a Susan Sontag. E por que não transformá-la em uma obsessão para o ano de 2017? Tenho aqui em casa nove livros dela e decidi fazer um projeto chamado simplesmente de Lendo Susan Sontag. Também pretendo assistir ao documentário Regarding Susan Sontag

A ideia é ler os livros dela sem prazos e sem metas, quando der e ir escrevendo aqui n’ O Espanador a experiência. Não pretendo fazer resenhas, quero falar das minhas impressões de leitura, debater os temas que ela propõe nos livros de não-ficção e aprender um pouco mais sobre essa mulher incrível. 

Convido vocês a participarem dessas leituras comigo, como eu disse, sem regras, sem metas, sem prazos, apenas ler mais de seus trabalhos e compartilhar as impressões. Não gosto muito de leituras “obrigatórias”, mas esse projeto vai além disso.

img-20161228-wa0004

Até 2017, com Susan Sontag!

Um comentário em “[uma rima obsessiva] Regarding Susan Sontag

  1. Tô super dentro, Mi!!! Dá notícia de quando for começar um livro que me juntarei a ti! Não li nada dela ainda e vai ser super ótimo começar contigo, trocar impressões e ideias! <3
    Saudades, queridíssima!
    Beijo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *