A História do Corpo Humano

Parafraseando um ex-presidente, nunca antes na história da humanidade tantas pessoas sofreram com doenças cardíacas, obesidade e diabetes (somente para citar algumas). 
É fácil culpar o fast-food, a vida estressante e a falta de exercícios. Com isso, as pessoas são “coagidas” a comer melhor, fazer exercícios, relaxar… Mas, será que isso é tudo? Por que as pessoas continuam a preferir comidas calóricas? Por que algumas fazem dietas e exercícios e não emagrecem? A resposta para essas e outras perguntas muito provavelmente está na forma como o humano evoluiu e é essa tese que Daniel E. Lieberman defende com graça, elegância e clareza no livro A História do Corpo Humano.
A primeira parte trata de forma bastante sucinta, mas muito didática, da evolução do ser humano, desde sua “separação” das linhagens de outros símios até o surgimento Homo Sapiens. A segunda parte trata das revoluções agrícolas e industriais e como elas mudam a forma que comemos, vestimos e vivemos. Foi o domínio da agricultura e pecuária e o surgimento da uma indústria alimentícia que tornou possível alimentar um número maior de pessoas. Porém, nem sempre quantidade é sinônimo de qualidade e a partir desses avanços tecnológicos que as “doenças modernas” começaram a prevalecer. 

Na última parte do livro, Lieberman mostra como o corpo humano está evolucionariamente despreparado para o estilo de vida moderno em que, entre outras coisas, trabalhamos a maior parte do tempo sentados e temos uma alimentação baseada em alimentos altamente processados, ricos em açúcar, sal e gorduras.
O autor nos mostra que o corpo humano foi “programado” para ser mais “gordinho” e preferir coisas doces e macias e por isso para a maioria das pessoas é incrivelmente fácil ganhar peso e um pesadelo emagrecer algumas gramas. Além disso, a constituição dos ossos e músculos foi projetada para realizar exercícios (mas não aquelas coisas loucas de academia, coisas simples como andar, carregar algum peso etc), e o fato que ficarmos parados proporciona o surgimento de toda uma gama de doenças que incluem a dor nas costas e o desgaste das articulações.
A mensagem principal desse livro é: entenda como seu corpo funciona, faça pequenas mudanças no seu modo de vida e previna doenças. É uma coisa bastante simples e apesar do que a maioria das pessoas dizem, não requer grande investimento financeiro e de tempo.
Eu sou uma pessoa bastante cética, nunca fui e levar muito em consideração os conselhos de saúde e bem estar oferecidos por revistas e programas do tipo Globo Repórter. Para mim sempre faltavam a esses veículos embasamento científico que validassem o que eles estavam dizendo. Isso não acontece neste livro. A cada capítulo ele expõem suas ideias e fundamenta com uma boa dose ciência. Eu terminei o livro tão convencida que desde então passei a repensar meus hábitos alimentares. Eu não acredito em auto-ajuda, mas confio imensamente na ciência.
Talvez não fosse essa a intenção do autor quando escreveu esse livro, mas acho incrível que uma obra de ciência possa nos estimular a mudar nosso modo de vida.
História do Corpo humano
Autor: Daniel E. Lieberman
Tradução: Maria Luiza X. de A. Borges
Editora Zahar
496 páginas
1ª edição, 2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *