O dente de leite de Ganesha

Sim, comprei um livro pela capa. UMA GRAÇA. E ponto. As ilustrações do livro são lindas e valeu meu investimento. Capa dura, quadradinho, papel legal. Convenceu-me. Mas não li na livraria antes de compra-lo, achei o fator estético suficiente para entrar na sacolinha e sair comigo pelas ruas. Não era bem assim…
(ps: sei que cometi um grave erro, perdoem-me, acredito que minha alma ainda tenha salvação rs)

Você é fã dos curtas fofos da Pixar que passam antes dos desenhos? Se for, assim como eu, gente, você será feliz com esse livro! Parece que a qualquer instante ele se animará diante dos seus olhos e o ratinho irá falar contigo. Essa sensação de “já vi isso em alguma animação 2d” não é à toa. A ilustradora, Sanjay Petel, trabalhou com animações e storyboards para a Pixar. Ou seja, ela sabe o que fazer quando se trata de um desenho. A ilustração é totalmente plana, não existe nem um leve toque dimensional de cenário, tudo se resolve em um único plano. O desenho é todo ornamentado, porém equilibrado e bem diagramado. Cada coisa em seu devido lugar. Devo ressaltar que um show a parte é a paleta de cores deste livro. Sanjay usou poucas e bem escolhidas. O livro todo usa apenas 6 cores (pode ser que tenha alguma extra que não contei) Importante ressaltar que são dois tons rosáceos, dois tons esverdeados e dois amarelos! E mesmo assim, SUPER colorido, rico de informações e surpresas. A narrativa visual é de reiteração, as ilustrações apenas reforçam o texto. 
E observe a graciosidade e o cuidado da estampa da guarda do livro que trabalha com sckechtes das ilustrações. A menina realmente é boa em storyboards, não? 
Quanto ao texto, é uma parceria da ilustradora com a escritora Emily Haynes. É simples, objetivo, leve. Ganesha é um deus hindu gorducho, e a história quer contar como ele perdeu um de seus dentes. No final do próprio livro existe um texto a explicar que trata-se de ficção baseada no deus indiano. Isso é uma informação importante a se passar para as crianças, bem como conversar com elas que trata-se de um personagem que existe no universo religioso de muitas pessoas. E isso o livro faz, conversa com a criança e passa esse tipo de informação. 

O grande pecado do livro é a narrativa mesmo. A história não tem grande impacto, mas tem começo e meio, porém, não tem um fim. Isso mesmo, a comum mania de autores acharem que livros infantis não precisam de um desfecho. Tudo fica no ar. Você fica sem saber onde aquilo vai dar, o por que, e assim vai. Ruim. O livro é gracioso, mas a história é fraca. O que prova mais uma vez que ilustração bonita não salva texto.


Cheio de boas intenções. Mas, poderia ter um texto melhor…

O dente de leite de Ganhesha
Texto: Emily Haynes
Ilustração: Sanjay Petel
Tradução: Milan Dezan
Editora Caramelo
32 pgs

3 comentários em “O dente de leite de Ganesha

  1. Ah, que pena ser tão bonito e não ter um texto bom e nossa, não entendo o que leva a autores a não colocar um fim em livro infantil O.o

    Mas parece ser bonito, vou procurar na livraria e ler por lá mesmo, hehe.

    :*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *