A NOITE DOS BICHOS – Um livro que amanhece

Uma adorável ilustradora e um gracioso livro. Julia Wauters possui uma bela carreira, ilustrando não apenas livros infantis, como estrelando campanhas da cheirosa L’Occitane. Seus desenhos são de cores bem escolhidas, chapadas. Cores selecionadas a dedo, e não jogadas ao vento. Belas paletas de cor reiteram a qualidade da ilustração. Um bom ilustrador não deve apenas desenhar bem e saber diagramar a imagem. Precisa, inclusive, saber conversar através de cores. 

Este livro é uma delicada surpresa, um jogo de descobrir. A Noite dos Bichos é um passeio pela natureza, que nos apresenta vários animais típicos de diferentes regiões do mundo. Em cada local eles são apresentados diante de seu perfil noturno ou diurno, necessariamente nesta ordem. Nomes completos e a descrever a situação, assim o leitor irá procura-lo dentro da ilustração. E se mesmo assim você tiver dificuldade de encontra-los? Não se preocupe, no final do livro existe a lista de animais e seus respectivos nomes abaixo. Essa sequência de animais – e quais são os da noite e os do dia -, revelam-se não apenas pelo texto, mas pelo recurso do tipo do papel e da impressão. Cada localidade se apresenta inicialmente por uma noite pintada em azul sobre um acetato, e a transparência das formas não chapadas pela tinta que cria a imagem dos primeiros animais. Na sequencia vem a segunda parte do texto sobre um acetato em verde, até chegar na terceira e última parte já no offset mesmo.

A qualidade do acetato é muito boa. A textura que se cria do volume da tinta é maleável e suave. Surpreendente o resultado. Fora o uso das cores e os jogos de enquadramento para que cada sobreposição das lâminas não gere conflitos, ao mesmo tempo que zela pelo equilíbrio das partes nas folhas vistas individualmente.

Interessante a opção por uma quebra no ritmo do livro ao mostrar a escuridão das profundezas do oceano. Enquanto todas as florestas são apresentadas do anoitecer ao nascer do sol, e o livro segue sempre este ritmo, o oceano vem para mostrar que esta continuidade não se aplica a tudo. Existem lugares em que o sol nunca nasce ou se põe. Ao menos não para aqueles animais aquáticos. Mas depois volta a apresentar as florestas. E o segundo momento de atenção é o desfecho, que o detalhe simples reforça uma aproximação do leitor com a obra, trazendo um “sorrisinho maroto”no leitor.

Um gracioso livro em um bom projeto. Vale a pena conferi-lo e brincar de identificar e conhecer animais que você não imaginava ter aqueles nomes. Sem contar no nome do livro que é uma pausa poética a parte! rs

A noite dos bichos
Texto e ilustração: Julia Wauters
Editora Ática
40 pgs

Um comentário em “A NOITE DOS BICHOS – Um livro que amanhece

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *