Supreendente srta. Prudência


Sem grandes rodeios, o livro é lindo.
Fiquei realmente supreendida com a qualidade da obra. Tanto do ponto de vista estético, de materiais e do perfil de narrativa que ele se propõe. Tamanha surpresa que, ao ver nas mãos de uma colega, acha que era um livro importado. Não, não era. O livro que merecia um “hello, editoras”, foi mais rápido que eu e chega ao Brasil pelas mãos supreendentes da ed. Ática.

Grande, capa dura, lombada de tecido, reserva de verniz e cores especiais. Assim chamou atenção desde a capa. O interior? Bem, este revela-se bem mais bonito. A grande viagem da senhorita Prudência é um livro imagem. Até que tem texto sim, mas apenas no discurso da mãe no início do livro, mas sua disposição também se faz visual, a tipografia manual compõe uma ilustração, e o restante das páginas, que relatam a viagem de Prudência, são totalmente silenciosas de texto. Seu retorno traz a voz da mãe devolta às páginas, mas muito menos presente agora.

A narrativa em si, embora muito interessante, não chega a ser uma novidade, o estilo é muito proximo, talvez quase inegável a inspiração, da obra de John Burninghan. A Shirley de John tem a mesma vivacidade e imaginação da Prudencia de Charlotte Gastaut. Bem como ambas as mães vivem de cobranças, frases e comportamento que o universo infantil prefere abstrair e procurar horizontes mais divertidos. Shirley, enquanto toma banho ou passeia pela praia (Hora de sair do banho, Shirley e Fique longe da água, Shirley já resenhados aqui no blog, confira aqui!) cria suas próprias histórias cheias de aventuras, reis e piratas em terras de fortes cores, enquanto sua mãe fala do cansativo cotidiano de um adulto, cheio de obrigações e regrinhas auto-impostas. Prudência passeia na mesma linha, cansada de ouvir a mãe pedindo por sapatos, malas e comportamento, ela prefere sair em viagem por terras distantes na companhia de seu passarinho pink.

Embora Shirley seja o momento da inovação da narrativa nos meados da década de 70, Prudência conta com várias outras cartas na manga. Sua narrativa não é paralela, no momento em que inicia sua viagem, o mundo construído em todas as páginas é somente dela. Sua mãe não passa de uma voz, em fonte manual que preenche cada canto das páginas. é um vai e vem de frases, repetições, obrigações e conselhos. Nada mais natural que Prudência, dona de uma cara de inquietude impagável, prefira ignorar tudo aquilo e passear por outros lugares.

Outros 2 pontos importantes: Primerio: o desenho é muito bonito. Enche os olhos. Cheio de detalhes. A personagem é graciosa e cativante. O quarto dela é lotado de desenhos bacanas, livros e brinquedos legais. Ela desenha muito bem, por sinal (risos). E o momento da viagem é magico. Prende a atenção o folhear, apresentando sempre uma nova surpresa. Aqui o segundo ponto importante: o livro é cheio de facas, permitindo “buracos” no livro que Prudência pode passear livremente – e muito mais rápido que nós – em cada um dos mundos que o folhear de páginas permitir. E não apenasde facas e cores especiais vive este livro.

Quando você acredita que o extase chegou, começa a sequência de transparências no fundo do lago, cheio de peixes, aguas-vivas e sereias. Lindo. Nisso devo dizer que também me lembrou algo. Brincar com variedade de facas e transparencias para passar uma idéia, muito lembra os livros infantis de Bruno Munari, a exemplo do Mist Circus ou o Na noite escura, publicado por aqui pela Cosac Naify. Vale MUITO a pena conhecer, é de deixar qualquer designer com dor nos cotovelos e muito marmanjo se divertindo mais que criança com este livro. Munari também não é novinho, Noite escura é ainda anterior a Shirley, data de 1956. Fantástico.

A autora soube muito bem pegar ótimas referencias da literatura infantil e criar uma obra com vigor e personalidade. Prudência é uma graça e a visualidade do livro, sem palavras. O livro é descontraído e bem chamativo.

Se alguém pedisse indicação de um bonito presente para uma menina de uns 5 anos ou mais, indicaria A grande viagem da senhorita Prudência. Certamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *