Coisas frágeis I e II


Eu só conhecia Neill Gaiman das histórias de Sandman. Sempre achei que ele escrevia contos de fadas modernos e essa impressão se reforçou com Coisas Frágeis e Coisas Frágeis II, que foi originalmente lançada em um volume único e no Brasil em duas edições.
Nessa coletânea de escritos, o que mais me impressionou foi a aparente facilidade com que Gaiman transita de um estilo para outro: são contos e poemas e eles podem ser cômicos, góticos, tristes, podem ser de mistério, podem ser fábula. Ele vai alternando os temas e o resultado é sempre uma escrita fluída e gostosa de ler.
Grande parte dos textos foi escrito por “encomenda”, mas é interessante notar as referências que ele usa, que pode ser tanto Sir Artur Conan Doyle, como contos de fadas.
E, justamente quando ele usa a influência dos contos de fadas é que os textos ficam muito mais interessantes. A fantasia é seu elemento e ele escreve textos fantásticos como nenhum outro autor na atualidade: eles são luminosos e surpreendentes.
Apesar de gostar em geral dos textos fantásticos o meu conto preferido é “A vez de Outubro”, que consegue ser ao mesmo tempo divertida, doce e triste.
São dois livros que valem a pena ser lidos, pelos fãs que já conhecem Neil Gaiman e por aqueles que nunca o leram, mas que querem se descolar da realidade e embarcar num mundo onde o fantástico e o mágico são regra. Imperdível .
Coisas Frágeis
Conrad Editora 2008
Coisas Frágeis vol II
Conrad Editora, 2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *