Semana Neil Gaiman – Sandman vol.1



Se for pensar agora, devo ter ficado com a tarefa mais complicada nessa semana especial: falar de uma unanimidade. Sandman é sempre seguido do termo “obra prima”. Como falar mais do que isso? Ou, uma possibilidade possível (ainda mais para mim, que sou conhecida como a do contra), como dizer que “ei, não é tudo isso” sem ser massacrada? O fato é que nenhum comentário entusiasmado sobre Sandman me preparou para aquilo que eu li há poucos dias.


Até um ano atrás era complicado conseguir ler Sandman do seu início. Prelúdios e Norturnos (editado primeiro pela Conrad, depois pela Pixel) já estavam pra lá de esgotados. A salvação foi o volume lindão que a Panini lançou nos moldes da Antologia Sandman gringa. Não temos a bela capa de couro e a caixinha caprichada, mas a versão tupiniquim é muito bem feita. Com o lançamento da antologia, a vida ficou mais fácil e uma série de novos fãs podem ser conquistados.

Mas vamos aos quadrinhos. O que mais se fala é na bela construção que Gaiman faz da mitologia dos perpétuos (os irmãos Sonho, Morte, Desejo, Delírio…). De fato isso é fabuloso. Mas o que torna tudo isso ainda mais digno de todos elogios é a forma como Gaiman (e seus ilustradores sempre escolhidos a dedo, daqui a pouco falo mais sobre isso) consegue casar tão bem essa mitologia com a já existente mitologia da DC Comics.

É delicioso ler as histórias com as versões que Gaiman fez para John Constantine (um tanto quanto simpático demais, devo dizer. Mas talvez fosse o medo de encarar o impiedoso Sandman) e com a Liga da Justiça (imaginar herois de pijamas e sem ter muito o que fazer para ajudar é genial), além, é claro do Sandman clássico da década de 30, numa versão meio abobalhada (mas que tem seu motivo de ser). Além de explorar o universo DC, Gaiman usa uma série de outras referências, como ao Little Nemo, ou à música pop em geral. 


Como disse mais lá em cima, nem um comentário sobre o livro me preparou para ele. O que deixou a leitura ainda mais saborosa. Como já foi dito durante a semana e eu reforço coro, Gaiman é um excelente contador de histórias. O meu contato inicial com ele se deu pelos seus romances. Parecia que tinha alguém do meu lado contando aquilo que lia. O texto é delicioso e flui. Eu me questionava se nos quadrinhos as histórias teriam a mesma fluência. E elas têm. É impressionante o apuro das ilustrações. Às vezes há pouco texto como suporte ali, mas continuamos com a impressão que alguém nos conta aquilo que estamos vendo.

Merece destaque a construção do Sonhar, reino de Sandman e suas criaturas. A forma como Gaiman consegue mostrar que todas as culturas têm uma divindade, uma entidade, o que seja, que cuida dos sonhos é belíssima. Seja nos mitos africanos ou gregos, com Caim e Abel ou no reino das fadas e William Shakespeare. Gaiman consegue interligar tudo e ainda trazer para os tempos atuais.

Outra coisa que merece destaque são as ilustrações. Cada história tem um ilustrador diferente, mas a unidade entre eles é tão grande. Se pensarmos bem, isso poderia ser catastrófico, mas Gaiman tinha a coisa toda tão certa em sua cabeça, que selecionou os melhores. Nada demais, se formos pensar agora. Afinal, quem não aceitaria um convite para trabalhar com ele? Mas é bom lembrar que Sandman foi produzindo no início de sua carreira…

Além do personagem principal, que é fascinante, Gaiman criou uma Morte incrível. Irmã mais velha de Sonho, ela é uma moça cheia de vida, que cita Mary Poppins. É lindo o capítulo em que ela aparece e leva seu irmão para passear enquanto ela trabalha. No humor sempre mórbido de Gaiman, a Morte é o personagem mais adorável de todos os tempos. 
PS- Vale dizer que a antologia tem uma série de extras incríveis. Desde a carta de Gaiman com a concepção dos personagens e das histórias até um detalhado roteiro feito por ele. Daí já dá pra ver a competência e qualidade do cara.
Sandman Edição Definitiva vol.1
Autor: Neil Gaiman
Editora Panini
616 pgs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *