Coleção DC 75 anos Vol.1 – A Era de ouro

nota5

 

 

 

 DC 75 ANOS - A ERA DE OUROA Dc comemorou seus 75 anos o ano inteiro. A Panini, a casa da editora aqui no Brasil, fez o dever de casa lançando todos os meses toneladas de material comemorativo alguns dignos de nota e outros simplesmente dispensáveis, mas como há uma legião de fãs dos encapuzados aqui no Brasil valeu de tudo. Contudo o objetivo deste post não é discorrer sobre as vantagens e desvantagens do nosso mercado editorial para com os super-heróis (e há muito mais a se discorrer do segundo ponto), isso talvez gere um post futuro e para começar a falar disso devemos também sentar o cacetete nas editoras estrangeiras que estão fazendo uma salada cada vez maior com os personagens, vide a prórpria, atualmente em sua septuagésima nona Crise para arrumar o (Multi)Universo. O objetivo é salientar que foi lançado há poucos dias um publicação excelente, e talvez a melhor de toda essa comemoração: 75 anos – A Era de Ouro.

É comum relançar de tempos em tempos os gibis originários dos super-heróis, mas já fazia algum tempo que não via uma publicação desta nas bancas, pois deve-se dividir entre o que é feito para mercado de banca atualmente e os encadernados que sao do público de livraria, aqui sim os originários formam um grande acervo em edições belíssimas, com o destaque para Biblioteca Marvel que começou há alguns anos e traz os primeiros exemplares na ordem em que saíram. Agora em bancas de jornal, a última coleção que vi que mereceu  um cuidado especial foi a coleção Grandes Aventuras do Homem-Aranha, que trazia um brochura de um coletãnea e um fac-símile de alguma edição famosa do Aracnídeo. Coleção esta que este redator tem com muito orgulho.

Dessa vez está tudo caprichado, 148 páginas de papel de grande qualidade, detalhes de ouro na capa e introdução. Nada menos para a gênese de alguns dos maiores heróis criados no século XX. Mas o melhor mesmo é a seleção de ouro das histórias deste compêndio. Vamos a elas:

Action Comics 1 – Provavelmente uma das capas mais conhecidas e menos lidas da história dos quadrinhos, nada menos que o nascimento do Homem-de-Aço. Pra falar verdade eu não gosto do tanto Super-Homem (OU é SuperMan? Eu já não sei mais se traduzem ou não… ou pior ainda com a Nova Ortografia: Superomem), mas essa questão de sempre ver essa capa e nunca conhecer a história me intrigou muito e devo dizer que fora a história que mais me encheu os olhos. O Super-Homem é totalmente diferente do que nós conhecemos. Não há referência aos pais adotivos, o Clark é muito covarde e Lois é muito… plana, uma personagem muito plana na minha opinião.

Detective Comics 27 – Logicamente o próximo da lista é nada mais que o Cavaleiro das Trevas e pasmem quase nada muda, nem mesmo a personalidade do Batman. Ao ler essa história percebo que todas as gracinhas do seriado de 60 não tinham absolutamente nada a ver com o personagem.

Flash Comics 1 – A mais fraca. Considerando que foi o Flash que começou a salada em Crise nas Infinitas Terras e que ele pode furar o tempo e espaço, é estranho ver como o nascimento do pedrsonagem foi tão fraco. Não há um história interessante para explicar como ele ganhou os poderes, e quando ele vira o homem mais veloz do mundo seu principal objetivo é conquistar uma menina que diz que só namora com ele se ele for um atleta respeitado do time de futebol americano… ah. O amor é lindo! Mas fica também um adendo, depois o flash vai virar outro personagem e o protagonista deste virara Joey Ciclone.

Whiz Comics 2 – Esse é nascimento de um herói muito interessante: O Capitão Marvel. A historia dele é uma das mais originais dos quadrinhos: Um menino de rua escolhido pelo onipotente para defender o mundo permite muitas leituras interessantes, intfelizmente o Capitão é tão pouco conhecido tanto aqui como lá no páis dele.

Batman 1 – Cada vez mais eu me surpreendo que com 75 anos o Batman é um dos personagens mais redondos de todo o Universo DC, e talvez até da Marvel. Em sua primeira história já tem o Robin ao seu lado e aqui mostra p surgimento do Coringa (!) e isso 1940. Não mudou quase nada desde a primeira históriae ainda consegue encantar, sem contar que grandes Graphic Novels foram feitas sem mudar sua excência: Cavaleiro das Trevas, A Piada Mortal, Ano Um, et.

All Star Comics 3 e 8 – No volume o surgimento do primeiro grupo de Super-herois: A sociedade da justiça. Na formação original Flash, o mais conhecido; Gavião Negro; senhor Destino vestido para brigar; Lanterna Verde com seu primero uniforme e ainda não tão conhecido; o primeiro Sandman; e os desconhecidos Senhor Destino;Homem-Hora e Átomo Que quem assistiu SuperAmigos deve lembrar. Essa é a maior história e a mais preciosa em minha opinião. No volume 8 traz o esboço da história de Diana, que se torna a Mulher-Maravilha em enxutas 8 páginas.

More Fun Comics 73 – Traz o nascimento do Arqueiro Verde.

Ao final do volume, quem acompanha ou acompanhou, quadrinhos de super-heróis fica com a ligeria impressão de que há muito mais história do que os atuais e é verdade. A década de 90 serviu para bombar os músculos e diminuir a complexidade. A história desses quadrinhos podiam trazer materiais mágicos non-sense mas ainda tinham uma construção verossímil muito interessante. Não se estranhe se uma nostalgia de criança abater sobre você, não sei se os mais novos vão gostar da leitura desses “clássicos”, mas para todo mundo que já vestiu uma fantasia e degladiu com o ar pelo futuro da humanidade quando era criança, ou se divertia com aqueles desenhos em que só mexiam a boca, ou que simplesmente faz o ritual de ir na banca  mês a mês e acompanhar aquele super-herói querido, esse é um objeto muito raro e vale muito a leitura.

2 comentários em “Coleção DC 75 anos Vol.1 – A Era de ouro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *