Um pouco de teoria


Quando se fala de teoria literária, parece estar implícito que trata-se de literatura adulta. Por que haveria tal equivoco? Qual o espaço da literatura infantil no campo da critica? Seria ela menos “profunda” ou complexa, dispensando um estudo aprofundado e apropriado? Peter Hunt vem desmistificar essa visão em seu Critica, Teoria e Literatura Infantil.

Hunt é professor emérito de literatura infantil da Cardiff University, o primeiro curso do gênero na Grã-Bretanha. Sua obra foi escrita no inicio da década de 90, momento em que haviam pouquíssimos bons trabalhos de teoria literartia infanto-juvenil. Passados estes anos, a obra ganhou uma considerável revisão. O autor modernizou sua obra, ampliando e criando novos capítulos que fossem mais coerentes com o panorama da produção atual. Outro aspecto importante foi o cuidado de “desregionalizar” a obra, trazendo os exemplos e estudos a uma compreensão mais universal.

Peter Hunt problematiza a tradição de acreditar que teoria literária infantil seja inferior a adulta. Este é um ponto amplamente discutido, ganhando um capitulo totalmente voltado a esta questão, embora muitos outros passem, de forma longa ou breve, por este assunto. Ele relativiza as características que diferenciam uma literatura da outra, e discute dois pontos principais que norteiam as produções do mercado editorial infantil: o livro-ilustrado e livro-imagem. Para ilustradores ou aspirantes a, este é um capitulo que merece atenção.

Seu texto é fluido, de linguagem acessível e muito bem construída. É de fácil diálogo com qualquer pessoa que se interesse por estudar o tema. Os capítulos são objetivos e não muito longos. Os temas abordados dão conta de um bom panorama de como ver o gênero, desde sua compreensão estrutural, quanto a aspectos mais pontuais e contemporâneos destas produções. Uma leitura importante para curiosos, estudantes, professores e ilustradores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *